24 de mar de 2011

Viagem sensorial

Exposição na Casa da Ciência explora diversas eras geológicas e desperta os sentidos dos visitantes

Juliana Marques

Imagine-se percorrendo as mais antigas eras geológicas do planeta Terra: desde grandes erupções vulcânicas e terremotos de 4,5 bilhões de anos, até o início das primeiras manifestações de vida, quando uma explosão de cores e perfumes começou a surgir junto com a atmosfera. Estas são algumas das sensações provocadas pela exposição Sensações do Passado Geológico da Terra, que traz à Casa da Ciência, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), um mundo de experiências sensoriais sobre algumas das mais importantes mudanças que nosso planeta enfrentou.


A jornada começa com muito barulho, ventos e raios emolduram um grande terremoto. As luzes vermelhas já alertam: entraremos em uma era onde as atividades vulcânicas estavam a todo vapor. Sob nossos pés, a terra treme com a ajuda da tecnologia. Uma projeção sensível ao movimento faz com que seja possível caminhar sob rochas e lavas digitais.
   
De acordo com a produtora de exposições da Casa da Ciência, Luciane Correia, a mostra foi montada para aproximar jovens e adultos da história geológica do planeta usando diferentes linguagens: “Buscamos provocar questionamentos por intermédio de um conhecimento interativo. Ao mesmo tempo em que provocamos os sentidos, estimulamos a criatividade e a imaginação dos visitantes”, explicou.

Interativas, as instalações usam música, tecnologia, toques e cheiros para conquistar os visitantes e provocar reflexões. Todas são acompanhadas por um texto em braile
(Fotos: Juliana Marques)

No museu, é possível explorar a imensidão de uma floresta tropical do período jurássico, com suas libélulas e samambaias gigantes. Conforme caminhamos sob uma tela, patas gigantes de dinossauros aparecem, e logo em seguida descobrimos que se trata de um iguanodonte, um herbívoro de 10 metros de altura. Podemos ainda sentir aromas dos primeiros vegetais catalogados pelo homem, como o Eucalipto. Em uma outra instalação, os visitantes caminham diante de uma projeção que exibe a evolução dos seres humanos – desde o Homo habilis até o Homo sapiens sapiens.  E ao lado, um grande colchão branco é rodeado por imagens de geleiras, feitas especialmente para representar a era glacial.

Inaugurada no início de fevereiro deste ano, a mostra vai até o dia 15 de maio e conta com a curadoria do professor e paleontólogo Ismar de Sousa Carvalho, do Departamento de Geologia da UFRJ.  Além das instalações, jovens e adultos também são convidados para oficinas, palestras, atividades, e para o laboratório sensorial, onde podem observar, manusear diferentes tipos de rochas e conhecer suas principais propriedades.

Na instalação Era do Gelo, um colchão é a atração. Os visitantes podem acompanhar filmes e conhecer as características do período (Foto: Juliana Marques)
Luciane afirma ainda que o objetivo das instalações é esclarecer a ocorrência dos desastres naturais, especialmente aos mais jovens. “A exposição procura interpretar e desmistificar estas modificações naturais. Ela mostra que as catástrofes já acontecem há bilhões de anos, e não estão necessariamente relacionadas ao clima e a ação humana”, contou a produtora. 
   
Para integrar a exposição, o museu oferece ainda um ciclo de palestras com pesquisadores e apresentações teatrais do Grupo Cantos do Rio. Os atores representarão estátuas feitas de pedra e conversarão sobre o passado geológico da Terra em uma peça que mistura música, diversão e conhecimento.  Ainda este ano, a Casa da Ciência receberá uma exposição sobre o cientista Carlos Chagas (em parceria com a Fiocruz), e outra sobre a Química, em celebração a escolha do seu ano internacional.


Confira toda a programação da exposição e atividades relacionadas na Casa da Ciência:
http://www.casadaciencia.ufrj.br/Exposicao/sensacoes/


[SAIBA MAIS]
  
Casa da Ciência
Sensações do passado geológico da Terra
Casa da Ciência da UFRJ
Rua Lauro Müller, 3, Botafogo
Terça a sexta-feira, das 9h às 20h
Sábado, domingo e feriados, das 10h às 20h
Agendamento: (21) 2542-7494 (21) 2542-7494 / 2598-3051
Entrada gratuita
Até 15 de maio de 2011

Grupo de Teatro
20 de março a 15 de maio, sempre aos domingos às 17 horas.

Confira a reportagem realizada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) para divulgar a exposição: